website metrics Pensamentos: Março 2008

terça-feira, março 18, 2008

Embedded

O Zé Luís mudou-se para um "cenário de guerra", na tapada de Mafra. Parece que a coisa anda complicada para aqueles lados, mas ele deve contar tudo quando o libertarem...

sexta-feira, março 14, 2008

As Rebeldes

"O tempo tornou-se cinzento. Começou a chover. O pequeno cortejo pôs-se em marcha, Kyzom à frente. Caminhava a longas passadas com o entusiasmo de uma noviça em rebelião. A primeira gritou:
- Libertem o Tibete!
E as outras imitaram-na, gritando também:
- Viva o Tibete livre! Viva o Tibete livre!
(...)
Como todos os Tibetanos, sabia do que os Chineses eram capazes de infligir aos seus prisioneiros. Em quarenta anos de ocupação, a memória do país enchera-se de espantosas atrocidades. (...)
Liberta das grilhetas, mandaram-na sentar-se numa cadeira, diante da secretária de um responsável. Perguntou-lhe o nome, a idade, de onde vinha e o que fazia em Lassa. Ela respondeu o mais sucintamente possível, sem fornecer demasiados pormenores: «Kyzom»... «dezanove anos»... «filha de nómadas»...
- E os que estavam contigo, conhece-los? - insistiu o interrogador.
- Não.
Um homem aproximou-se com um bastão eléctrico na mão direita. Mal ele tocou nas barras da cadeira com o bastão, a jovem sentiu uma violenta descarga. Com o corpo todo a tremer, as pernas retesadas, os dedos enclavinhados no assento e os olhos congestionados, quase perdeu a consciência.
Dez vezes, vinte vezes, ela respondeu:
- Não, não os conheço.
Dez vezes, vinte vezes, sentiu a descarga eléctrica.
Tang Tuta já não aplicava a matraca apenas na cadeira como de princípio, mas em todo o corpo; no pescoço, nas mãos, nas costas ou na cabeça..."
in: "Os Rebeldes do Himalaia", de Philippe Broussard
Baseado nos relatos de Kyzom e Yangdol, duas monjas tibetanas presas e torturadas, até à sua fuga para Dharamsala, através do Himalaia.

segunda-feira, março 10, 2008

Em Marcha!


Marcha Pacífica pelo Tibete

EM LISBOA: com concentração no Rossio junto à estátua, pelas 18.30, de onde seguirá para o Largo de Camões e de seguida para o Cais do Sodré.

NO PORTO: com concentraçao nos Leões, pelas 18h30, seguindo pela Avenida dos Aliados e Sta. Catarina.

NO FUNCHAL: concentração no Parque de Santa Catarina, pelas 18h30.

sábado, março 08, 2008

Efemérides

Tenho a certeza que muitas mulheres terão um dia em grande - limpar, lavar, engomar, cozer, varrer, aspirar e no final dizer:
- Hoje é o meu dia!

quarta-feira, março 05, 2008

Maioridade

Há quem diga que já teve melhores dias (e tem razão!).
O Público atinge a maioridade e convida JPP para o dirigir por um dia.

sábado, março 01, 2008

Falta muito?...

Não sei se é por esta gripe finalmente dar sinais de abandono, ou porque o sol brilha lá fora; mas esta manhã só consigo imaginar o sol quente de África e uma água fria qb para arrefecer o corpo.